domingo, 24 de maio de 2009

Farfalle

Borboletas não pousam

porque a vida é um fiapo na brisa

perde o sopro quem aterrissa


Des papillon ne se posent pas

parce que la vie est un fil à la brise

perd le souffle celles qu’aterrisent

 



In RODRIGUES, Marcus Vinícius. Pequeno inventário das ausências, Fundação Casa de Jorge Amado/Prêmio Brasken, 2001.


*

*

*

Um comentário:

Herculano Neto disse...

Taí, um poema que me atinge bastante.