quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

NÃO ME FAÇA LER ESTE POEMA

Não me faça ler este poema

cheio de frases secretas

e de tanta inteligência.


Não me obrigue a ler o verso

que algum filósofo sustenta

para me salvar da inércia.


Seja para mim mero poeta

de olhar o horizonte todo um dia

e me convidar a sentar ao cais.


E, então, faça do seu livro um barco,

do poema, velas e mastros

e deixe-me soprar.

Foto minha

7 comentários:

Mai disse...

Esses dias eu pasmei ao ouvir de um homem hiper cartesiano esta pérola: "não quero ter razão, eu quero é ser feliz". Barcos de papel e pássaros de origami me abrem um sorriso.
Um texto bem hermético.
Beijos

Marcus Vinícius Rodrigues disse...

Fico imaginando o barco por trás das nuvens

Marcus Vinícius Rodrigues disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gerana Damulakis disse...

E eu fico imaginando quanto mais vc irá me surpreender.

Marcus Vinícius Rodrigues disse...

Obrigado, querida, obrigado!

Marisete Zanon disse...

Poema lindo...e a foto tbm!
esmaques pra ti!

Marcus Vinícius Rodrigues disse...

Obrigado. Esmaques pra ti tb, Marizete